Histórico do Curso


Veterin_ria_s_mbolo

     A criação do Curso de Medicina Veterinária na região sul do então estado de Mato Grosso (atualmente Mato Grosso do Sul) ocorreu em 30 de dezembro de 1970, pelo Conselho Administrativo do ICB (Instituto de Ciência Biológicas) da então UEMT (Universidade do Estado de Mato Grosso). Para ingresso no curso, a primeira seleção se deu por vestibular. Foram inscritos trinta e nove candidatos concorrendo a vinte e quatro vagas. A aula inaugural foi realizada em 09 de março de 1971.

     O curso foi implantado para atender a necessidade e a carência de profissionais na região, que já despontava com uma importante fronteira agropecuária no Brasil. Em seu início (março de 1971) o ciclo básico do curso funcionava com o corpo docente já existente no então ICB e os professores contratados para ministrarem as disciplinas básicas privativas de Médicos Veterinários foram: Marne Pereira, Ivan Cuiabano Lima e Haroldo Sampaio Ribeiro. Posteriormente com a necessidade de implementar o ciclo profissionalizante do curso, seis Médicos Veterinários recém graduados, oriundos da Escola de Veterinária de Belo Horizonte, foram contratados para compor o quadro docente. A primeira turma de Médicos Veterinários foi graduada em julho de 1976 com 14 profissionais.

       Em 1973, as vagas foram ampliadas para 32, e em 1999 para 40. Em 2011, com o ingresso do curso no REUNI (Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais) o número de vagas foi ampliado para 50, número de vagas que permanece até hoje, e o ingresso passou a ser realizado por meio do SISU (Sistema de Seleção Unificado).

     No dia 31 de Outubro de 2005, foi implantada a Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da UFMS (Resolução 40/2005 COUN), englobando os cursos de Medicina Veterinária, Zootecnia e o Mestrado em Ciência Animal, anteriormente vinculados ao CCBS (Centro de Ciências Biológicas e da Saúde).

       Atualmente o curso de graduação em Medicina Veterinária da UFMS é dividido em dois grandes ciclos (Básico e Profissionalizante). O Ciclo básico ocorre quase em sua totalidade nas dependências do CCBS, enquanto o ciclo profissionalizante nas dependências da FAMEZ. O curso possui uma carga horária total de 4.403 horas e conta com 46 docentes efetivos (34 lotados na FAMEZ e 12 no CCBS), dos quais 93% possuem Doutorado.

     O curso dispõe de um Hospital Veterinário Escola (HoVet), no qual são realizados desde procedimentos de atendimento clínico até cirurgias em pequenos e grandes animais. Além de vários laboratórios associados oferecendo suporte ao HoVet por meio de exames complementares. O curso conta ainda com a infraestrutura de uma Fazenda Escola, localizada a menos de 30 km de distância do campus principal, na qual são conduzidas atividades em bovinocultura de corte e leite, apicultura, piscicultura, suinocultura e ovinocultura.

Em comemoração ao aniversário dos 45 anos do curso de Medicina Veterinária da UFMS foi lançado um livreto contando a história do curso. Livreto em comemoração aos 45 anos da Medicina Veterinária